Após processo de US$10.000, Microsoft desiste de estratégia agressiva do Windows 10 - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

28 de junho de 2016

Após processo de US$10.000, Microsoft desiste de estratégia agressiva do Windows 10


Como você conferiu, ontem aqui no Tecno Explore, a Microsoft foi processada em US$10.000 por uma atualização inesperada relatada por uma mulher no estado da Califórnia, nos Estados Unidos e, ao que parece, a empresa resolveu reagir para evitar uma chuva de processos que poderia chegar.

Ainda essa semana a Microsoft deve lançar uma atualização que traz de volta a função do botão do botão fechar. "Como assim?". Simples: antes, quando o usuário clicava no botão de fechar, o sistema instalava a atualização sem a autorização do usuário, o que os deixava muito deles irritados. Agora, além dele realmente fechar o programa de instalação, o usuário ainda terá a opção de "recusar a oferta gratuita", o que vai deixar ainda mais claras as opções de aceitar ou recusar a oferta do sistema gratuito.

Antes
Depois 

Leia o pronunciamento de Terry Myerson, chefe da divisão Windows.
Desde que introduzimos uma nova experiência de atualização para o Windows 10, recebemos feedback que alguns dos nossos valiosos clientes a acharam confusa. Trabalhamos duro para incorporar este feedback e, esta semana, vamos lançar uma nova experiência de atualização com opções claras para atualizar agora, agendar um horário ou recursar a oferta gratuita. O botão vermelho X no canto direito agora vai simplesmente fechar a janela, e não vai iniciar a atualização.

Não é de hoje que saem relatos em fóruns da internet reclamando sobre a atualização forçada do Windows 10. O que me impressiona, é que a Microsoft demorou tempo demais para lançar a atualização e corrigir o erro intencional da empresa.

Como já disse aqui anteriormente: o Windows 10 é um dos melhores Windows já lançados pela Microsoft. E, quase 1 ano depois do seu lançamento, o sistema chegou na sua fase mais madura até agora, com erros e problemas acontecendo com menos frequência e mais novidades chegando. Apesar disso, cabe ao usuário se ele deseja ficar no Windows 7 ou atualizar para o Windows 10 já que são corriqueiros os relatos de que em máquinas com hardware mais antigo, a queda de desempenho pode acontecer.

Vale lembrar, mais uma vez: o período gratuito do Windows 10 termina no dia 29 de julho, após isso, o sistema custará R$469,99.

Será que isso deve diminuir os relatos de atualizações inesperadas? Já passou por isso? Deixe sua opinião nos comentários!

Fonte: ZDNet
Via: Gizmodo Brasil
Imagens: Gizmodo e BGR