Para aumentar AppGallery Huawei deve enfrentar as mesmas dificuldades que Windows Phone - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

7 de março de 2020

Para aumentar AppGallery Huawei deve enfrentar as mesmas dificuldades que Windows Phone


Como já venho alertando a anos desde a morte do Windows 10 Mobile, o duopólio Apple e Google com as respectivas AppStore e PlayStore é prejudicial para todas as empresas. E, quando menos se espera, chega a guerra comercial Estados Unidos e China para mostrar ao mundo o quão dependentes são todas as empresas em relação ao Android.

A Huawei é o maior exemplo disso. Acusada de espionagem pelo governo dos Estados Unidos, ela está proibida de fazer negócios com a Google desde maio de 2019 o que significa, na prática, que nenhum de seus aparelhos lançados após essa data conta com a suíte de aplicaivos da Google e, o mais importante: sem a sua imensa loja de aplicativos.

Dona do segundo lugar na venda de smartphones a chinesa correu atrás do prejuízo e acelerou o desenvolvimento do seu próprio sistema baseado em Android e passou a torrar dinheiro no desenvolvimento e no incentivo de aplicativos para a sua plataforma própria de aplicativos a AppGallery.

Segundo a última confferência realizada pela empresa o esforço parece ter surtido efeito: hoje ela conta com 400 milhões de usuários e, segundo a Huawei, é a terceira maior loja de aplicativos. Isso não chega a ser uma surpresa tendo em vista que nenhuma outra companhia mediu tantos esforços para a criação de uma loja própria como ela tem feito. 

Mas a segunda empresa que mais vende smartphones no mundo ainda tem outro desafio: criar uma suíte de aplicativos tão boa quanto a Google Services e suas várias ferramentas. Uma substituta deve em pouco tempo já que foi anunciada que a empresa trabalha em uma alternativa própria.

De qualquer forma a dúvida que fica é quantos desses 400 milhões de usuários são fora da China? Quantos aplicativos existem, de fato, nessa loja e quantos deles são apps reais ou são apenas cópias de outros existentes na PlayStore?

Lembro muito bem de como foi esse cenário com o Windows 10 Mobile. A Microsoft estava desesperada para aumentar a sua loja de aplicativos e aceitava qualquer coisa, o que diminuia muito a qualidade de apps. Claro que a Huawei está em outro cenário e patamar mas é preciso olhar esses números divulgados por ela com muita cautela.

A Huawei vai ter que gastar muito dinheiro para convencer os desenvolvedores a adaptarem suas aplicações para o AppGallery. É claro que a aliança com a Xiaomi, Oppo e Vivo ajuda muito e pode tornar o caminho menos nebuloso mas a desconfiança do consumidor, principalmente o ocidental, pode atrapalhar os planos a médio prazo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário