Se lembra dele? Gradiente iphone foi o smartphone mais polêmico de 2012/2013, mas foi esquecido pouco tempo depois - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

13 de dezembro de 2016

Se lembra dele? Gradiente iphone foi o smartphone mais polêmico de 2012/2013, mas foi esquecido pouco tempo depois


Aqui estamos nós para mais uma matéria da série "Os Esquecidos". Para quem não sabe, essa série nada mais é do que um apanhado de notícias, curiosidades e explicações do desaparecimento de modelos de smartphones ou produtos tecnológicos que antes recebiam toda a atenção da mídia e dos fãs de tecnologia.

Nas semanas anteriores a essa, vimos mais sobre o Galaxy Beam, Xperia Play e até mesmo do esquecido Google Glass, que, assim como os outros, desapareceu dos sites de notícia e deve ficar assim pelo que tudo indica.

Essa semana temos o Gradiente iPhone, smartphone brasileiro mais polêmico de todos os tempos. Único aparelho que, ao contrário do que se imaginava, não chamou a atenção por suas configurações excelentes ou fracas mas sim pelo contexto em que ele estava inserido.

O começo de tudo: a marca iPhone e o lançamento da Gradiente
A trajetória dessa polêmica começou muito antes do que se imaginava. Quando celulares de telas bicolor, ou seja, verde e preta, ainda existiam, a Gradiente lançava smartphones com a marca iphone estampada nos aparelhos. Mas, com o tempo, a empresa acabou deixando o lançamento de telefones de lado, mas não por muito tempo.


Quando a Apple ainda estava para lançar o iPod, a Gradiente resolveu, no ano 2000, solicitar o registro a marca iphone no Brasil. E, para a surpresa de qualquer pessoa, poucos meses depois do lançamento do primeiro iPhone pela Apple, em 2008, o INPI (Instituto Nacional de Proteção Intelectual) concedeu o pedido e a marca iphone passou a ser de propriedade da empresa brasileira.

Bom, muitos podem alegar que a empresa agiu de má fé, mas, oficialmente, a Gradiente diz que apenas previu uma tendência em relação ao nomes e que, ainda no começo desse século estava claro, para ela, que um dia teríamos smartphones com internet sendo lançados.

Quatro anos depois de conseguir o registro, a empresa lançou o smartphone brasileiro mais polêmico da história: o Gradiente iphone. O aparelho, muito longe de ter as configurações do iPhone da Apple, é bem mais simples, decepcionando aqueles que esperavam algo melhor da Gradiente.

Como justificativa para a demora em lançar um iphone, a Gradiente dizia que ela passou por uma grave crise financeira em 2007, um ano antes da patente ser aprovada, e que, para que ela conseguisse lançar novos produtos, teve que se reestruturar. O que só possibilitou o lançamento quatro anos depois

Configurações do primeiro Gradiente iphone Neo ONE:
  • Tela: 3.7" com resolução de 320x480 156 ppi
  • Sistema: Android 2.3.4
  • Processador: processamento de 700 MHz ARM
  • Memória RAM: 384 MB
  • Câmera frontal: 0.3 MP
  • Câmera traseira: 5 MP
  • Armazenamento: 2GB de armazenamento interno (260 MB disponível para o usuário) - vem com cartão SD de 2 GB incluso na embalagem
  • Bateria: 1350 mAh duração de 8 horas em uso e 150 horas em stand by
  • Conectividade: 3G, Wi-FI e GPS
Vale destacar que, quando o aparelho foi lançado, ele não tinha acesso à hoje chamada Google Play, o que fazia com que os usuários dependessem da loja da Gradiente o que, como já é de esperar, oferece muito menos apps que a Google.

Quando, em dezembro de 2012, o primeiro Gradiente iphone foi lançado, gerou um burburinho que dificilmente veremos nos próximos anos. E o consumidor? Onde fica? A Gradiente, na época, se preocupou em esclarecer algumas dúvidas explicando, inclusive, em vídeo, o que estava realmente acontecendo.


Briga chega ao seu ápice
Como você já viu, a Gradiente, legalmente, tinha os direitos da marca iphone e, dias após o lançamento do smartphone no Brasil, o fundador da empresa, Eugênio Staub disse que a empresa estava avaliando as medidas que poderia tomar, medidas essas que variavam desde a suspensão das vendas do iPhone da Apple no Brasil até a indenização pelo tempo indevido que a Maça usou a marca no país.

Toda essa confusão se deve, basicamente à algumas regras bem curiosas do INPI. A Gradiente tem registado o nome G GRADIENTE IPHONE e para o órgão, não há diferença no uso de caixa alta ou não. Mas, ele não permite que outra empresa use parte do nome de outra marca no dela. Ou seja, o a Apple, nesse caso, é a intrusa e não poderia usar a marca iphone no país.

Já em fevereiro de 2013 a Gradiente teve que explicar para a justiça o motivo de ter ficado 5 anos sem utilizar o nome iphone. 

Novo Gradiente iphone
A IGB (dona da marca Gradiente), realmente queria levar todo esse caso adiante, não mostrando, em nenhum momento, que temia a toda poderosa Apple. Uma prova disso é que, em julho de 2013, a Gradiente atendeu à pedido dos usuários e lançou o segundo e último modelo da linha com configurações muito melhor que as vistas no primeiro modelo.

Configurações do Gradiente IPHONE C600:
  • Tela: 5 polegadas HD, resolução de 1280x720 e tecnologia IPS
  • Sistema: Android 4.2.2
  • Processador: Qualcomm Snapdragon S4 Dual Core rodando a 1.4 GHz
  • Memória RAM: sem informações oficiais
  • Câmera frontal: 2 MP
  • Câmera traseira: 13 MP com flash LED
  • Armazenamento: 8 GB de armazenamento interno + cartão de 8GB incluso na embolagem e suporta cartão de até 32 GB
  • Bateria: 1900 mAh
  • Conectividade: 3G+, Wi-FI, GPS e dois chips

O lançamento do segundo aparelho representou algumas alfinetadas da empresa brasileira na Apple. Além de lançar mais um vídeo, dessa vez em um tom menos amigável, a empresa gostava de dizer que o seu iphone era superior ao da Apple em vários aspectos técnicos, o que fez com que muitos se interessassem pelo smartphone que, dessa vez, contava com a Google Play.


O esquecimento dos aparelhos nos dias atuais
De lá para cá tivemos o agravamento do caso que, ao contrário do que esperava, nenhuma das duas empresas entrou em um acordo tendo a disputa chegado ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) em março desse ano. Mas, ainda sem decisão pela justiça.

O Tecno Explore entrou em contato com a Gradiente para saber se há previsão de lançamento de um novo Gradiente iphone e a empresa disse o seguinte:

Não há previsão de lançamento de um novo Gradiente iphone nos próximos meses. Apesar de termos um projeto em andamento, ainda não temos um data certa para que o lançamento ou o anúncio ocorram.

Como vocês podem conferir, apesar do intervalo pequeno entre a primeira e a segunda versão lançada, pelo jeito, não teremos um novo lançamento de um Gradiente iphone tão cedo no Brasil. E nem mesmo os modelos antigos podem ser encontrados em lojas oficiais, aparecendo esgotado ou indisponível em todas elas.

Hoje, a empresa passa por mais um processo de restruturação para tentar arrecadar fundos já que, apesar de ter lançado tablets, smartphones e até tvs LED, a Gradiente sofreu forte prejuízo, já que os consumidores não ficaram tão animados com a volta da empresa como era esperado.

A Gradiente sempre será conhecida como a empresa que não teve medo de lutar contra a gigante Apple. Como já é perceptível, a empresa estava certa e, mesmo com todos os problemas financeiros, luta até hoje contra a toda poderosa Maça.