Com até 6,8 polegadas de tela: Considerações sobre o Zenfone 3, Zenfone 3 Ultra e Zenfone 3 Deluxe - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

30 de maio de 2016

Com até 6,8 polegadas de tela: Considerações sobre o Zenfone 3, Zenfone 3 Ultra e Zenfone 3 Deluxe

A Asus anunciou na madrugada dessa segunda-feira o seu mais novo top de linha, o Asus Zenfone 3. Sucedendo o Zenfone 2, temos 3 versões no novo smartphone: o Zenfone 3, Zenfone 3 Ultra e o Zenfone 3 Deluxe.

Como destaque, a empresa fez questão de ressaltar que a versão mais avançada do seu top de linha possui impressionantes 6 GB de Ram, sendo um dos primeiros da sua categoria a contar com tanta memória Ram. Confira alguns detalhes dos aparelhos a seguir.

Zenfone 3
Com tela de 5.5 polegadas (FULL HD), processador Qualcomm Snapdragon 625, octacore rodando a 2GHz disponível com 3 GB ou 4GB de memória Ram e 32 GB ou 64 GB de armazenamento, este é o modelo mais básico entre os três. As suas câmeras traseira e frontal tem, respectivamente, 16 MP e 8MP. O preço dele internacional é US$249, convertendo sem a adição dos vários impostos fica por R$899.

Além das configurações já esperadas para um aparelho top de linha, poucos são os destaques do aparelho. A impressão que fica quando olhamos esse aparelho, o seu preço e as suas configurações é a de que a Asus precisava lançar algum smartphone mais 'básico' entre os tops de linha para atender ao público que não vê necessidade em configurações tão exageradas como nos outros aparelhos.

Zenfone 3 Ultra
O intermediário entre os tops de linha tem 4.600 mAh e uma tela bem maior: 6,8 polegadas com resolução FULL HD. O smartphone conta com um processador quad-core Snapdragon 552 rodando até 1,8 GHz. Ele também oferece opções entre 3GB e 4 GB, com o diferencial no armazenamento: este além dos 32 GB e 64 GB também oferece 128 GB, a expansão suporta cartões microSD de até 200 GB. Quase um hd externo inteligente, não é mesmo? As câmeras também tem maior resolução: 23 MP a traseira e 8 MP a frontal. Ele custaará US$ 479 (cerca de R$1.730).

O exagero em colocar uma tela tão grande nesse smartphone (se é que podemos chamar ele assim), é um ponto negativo a ser destacado no aparelho. Além do mais ele sofre do mesmo mal do anterior: apenas os números salvam. Bom para quem curte smartphones mega poderosos.

Zenfone 3 Deluxe
O aparelho que deve ser destaque nos próximos meses devidos as suas configurações impressionantes atende pelo nome de Zenfone 3 Deluxe. Com 6 GB de Ram, processador Snapdragon 820, quad-core rodando a 2,15 GHz o aparelho traz o que há de melhor em termos de configurações para aparelhos top de linha.

Além disso, ele conta com opções de armazenamento que variam entre 64 GB, passando por 128 GB e acabando em 256 GB. As câmeras possuem a mesma resolução do 3 Ultra: 23 MP na traseira e 8 MP na frontal. A empresa informou, ainda, que todos eles carregam 60% da sua capacidade em 40 minutos. Ele custará US$ 499 (cerca de R$ 1.802).

E o que vemos em todos os aparelhos da linha se repete com o top dos tops: o hardware é o único grande atrativo do aparelho, não tendo sida destacada nenhuma outra função para além de um desempenho monstruoso.

Considerações finais
Hardware. Essa é a palavra que resume todos os três modelos do Zenfone 3. Sendo o único atrativo da empresa, a Asus precisará mostrar aos consumidores porque eles precisam de tanta memória Ram para usar o smartphone, principalmente quando falamos do Zenfone 3 Deluxe.

Apesar de contar com o sensor de biometria e um design diferente, é difícil encontrar outra justificativa, senão o hardware, para a troca do Zenfone 2 para o Zenfone 3. Mas, cabe ao consumidor se perguntar se ele realmente precisa de tudo isso.

Os números são impressionantes? Sim. 6 GB de Ram é algo consideravelmente alto se levarmos em consideração o que temos disponível hoje no mercado, mas, para que exatamente eu vou usar tanta memória Ram? Ou o consumidor vai comprar o aparelho apenas para falar que tem um smartphone com mais Ram do que o seu notebook ou computador de mesa?

Esperava uma dedicação maior com outras partes, mas parece que a Asus quer persuadir o consumidor através dos números, coisa que a Samsung sabia fazer muito bem a um tempo atrás. Resta saber se a Asus vai conseguir o mesmo sucesso.

Fonte: TechTudo