Proibição do limite de internet fixa pela Anatel não apaga o histórico da agência - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

22 de abril de 2016

Proibição do limite de internet fixa pela Anatel não apaga o histórico da agência


Depois de sofrer represálias tendo a sua página atacada por crackers, uma petição pedindo a saída do presidente João Rezende e de ser duramente criticada pela OAB, a Anatel, resolveu mudar de opinião e proibiu o limite de internet fixa até que o processo seja concluído.

Na nota, a agência regulamentadora destaca que ouviu os consumidores e resolveu proibir o limite por tempo indeterminado. Vale dizer que o "indeterminado" refere-se apenas a indeterminação quanto a data do processo que está acontecendo, ou seja, quando estiver resolvido a agência deve fechar os olhos assim como sempre fez.


A decisão da Anatel, claramente, mostra que a agência pretende esperar a poeira baixar, assim como a Vivo fez. Quando as pessoas não lembrarem mais do limite ou estiverem preocupadas demais com outros assuntos como política, por exemplo, sorrateiramente a Anatel deve balançar a bandeira branca indicando que as operadoras podem continuar fazendo o bem entendem.

Ao contrário do que a agência diz, poucas, ou raríssimas, foram as vezes em que ela se preocupou com o consumidor. Sempre nos momentos em que precisávamos da Anatel ela sempre deu o aval para as operadoras, mantendo-se cada vez mais distante do trabalho que ela realmente deveria exercer. 

Então, Anatel, se você acha que com essa decisão a sua imagem perante ao brasileiro mudará, você está muito enganada. João Rezende é muito inocente em acreditar que uma notinha no Facebook mude a fala dele sobre "A era da internet ilimitada acabou". A única coisa que realmente deveria mudar era você pra bem longe da Anatel!

Fonte: Oficinadanet