Se o Windows Mobile não é o foco da Microsoft neste ano, quando será? - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

31 de março de 2016

Se o Windows Mobile não é o foco da Microsoft neste ano, quando será?


A Build da Microsoft é um evento realizado anualmente pela empresa em que são apresentadas novidades em praticamente todos os ramos em que ela atua. Ontem, vimos novidades da Cortana, Windows 10 PC e até do Skype, mas calma, a empresa não estava se esquecendo de alguma coisa? Sim, o Windows Mobile!

Esse "esquecimento" não foi sem motivo. Em uma pergunta realizada por um jornalista do The Verge, a resposta foi bombástica para os usuários do sistema mobile da empresa. A resposta foi dada por Terry Myerson, vice-presidente da Microsoft supervisor do Windows e dispositivos.

Estamos comprometidos com a tela de 4 polegadas, e haverá um momento em que ela será o nosso foco, mas neste momento, ela é parte da família, mas não é o centro de onde eu espero interesse de desenvolvedores neste ano. Não há falta de reconhecimento da importância do formato, mas para a Microsoft com o Windows e para a nossa plataforma, não é o lugar certo para direcionarmos [o interesse de desenvolvedores]. Se você quiser atingir muitos consumidores em telefones, o Windows Phone não é o jeito de fazer isso. Se você quer alcançar vários usuários de Windows, então ele será a maior base instalada entre telas entre 9 e 30 polegadas. Se você quer fazer coisas novas e empolgantes, o Xbox e o HoloLens são as áreas para discutir.
Não sei o que vocês pensam sobre o assunto, mas, depois da queda de 50% na participação de mercado, o mínimo que se esperava era que a empresa investisse mais na plataforma. Inclusive, esse foi um dos pontos que questionei quando testei o Windows 10 Mobile pela primeira vez no começo deste mês.

As estratégias adotadas com o Windows Phone sempre foram muito questionadas. É inegável que o sistema tem um potencial muito grande. Além de possuir um design diferenciado, com o Windows 10 Mobile, foram adicionadas várias funções muito interessantes, como o Continuum presente no Lumia 930 e 930 XL.

O que a Microsoft quis dizer com "Não será o nosso foco neste ano"? Provável que ocorram poucos lançamento de novos smartphones, o marketing deve ser pior do que o da barraquinha de cachorro quente do seu Zé e nem a própria empresa deve estimular lançamento de apps para a plataforma. Já que, apesar da chegada dos apps universais, a empresa tem que, ao menos, estimular que os desenvolvedores façam isso, o que não deve acontecer.

Triste fim para o Windows Mobile, um sistema que tinha tudo para ser um dos melhores e ter uma fatia no mercado muito maior que tem atualmente acaba morto pela própria empresa que o criou. Sem o investimento que merecia e precisava, o que será do futuro da plataforma?

Fonte das informações: Olhar Digital