O polêmico Prisma e as empresas que vigiam você - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

9 de junho de 2013

O polêmico Prisma e as empresas que vigiam você

Provavelmente você já ouviu sobre isso essa semana. O comentado Prisma, que usa informações das maiores empresas de tecnologia do mundo (Apple, Google, Yahoo, Facebook, entre outras), para vigiar os cidadãos para obter informações contra o terrorismo. Veja a seguir como todos nós podemos estar sujeitos à isso.

Eu sei tudo sobre você
A Google e o Facebook, por exemplo já vieram à publico e se pronunciaram sobre esse assunto. Mas isso não foi suficiente para por fim ao que eu considero "a polêmica do ano".

O interessante é que toda essa polêmica foi o pontapé inicial para que fosse iniciada toda uma discussão em torno da privacidade.

Fotos, videos, histórico e inclusive tudo o que você faz, seja na internet ou no aparelho das empresas que foram sujeitas à isso estarão nas mãos do governo americano, segundo eles com o objetivo de combater o terrorismo.



A liberdade da internet esta sendo ameaçada
Eu não duvido que os grupos defensores da liberdade na internet estejam, pensando de acordo com a frase acima.

As proporções que tomaram a notícia dada por Barack Obama, podem despertar uma onda de protestos. Sejam pelas redes sociais, ou por outros meios. Mas eu sinceramente não acredito que essa notícia e essa bomba de revelações que esta sendo do Prism, será digerida com tanta facilidade. Talvez aconteça como
o Sopa e o Pipa, que receberam alto grau de desaprovação por parte da população e que desencadeou vários protestos na Web e nas ruas.


"Eu não tenho nada a temer".
Essa é uma das frases que eu mais tenho lido. Eu também não tenho nada a temer, mas assim como grande parte da população, eu me sinto muito incomodado quando tenho meus dados sendo vigiado pelo governo.

Mesmo que o governo dos Estados Unidos, use como desculpa de que "estamos vigiando você para combater o terrorismo", eu acho muito incomodo ser vigiando na internet. E o pior disso é saber que as empresas de tecnologia norte americanas, estão sujeitas a isso.

Aliás isso também deveria ser apurado, já que não sabemos ao certo se as empresas são inocentes ou vilãs nessa história.

Agora, só resta saber quais medidas serão tomadas, por parte dos cidadãos e por parte dos grupos defensores da liberdade na internet.


E então, qual a sua opinião? Você acha isso certo? Acha isso errado? Deixe sua opinião nos comentários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário