4 razões para o crescimento de 782% da Nokia - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

27 de setembro de 2018

4 razões para o crescimento de 782% da Nokia


A Counterpoint, empresa de análise de dados, anunciou essa semana que a Nokia teve um aumento de 782% no número de smartphones vendidos no segundo trimestre de 2018. O mesmo relatório afirma que o mercado global decresceu 2% e que a região da América do Norte teve uma queda de 21% nas vendas. Em um mercado tão competitivo e que mostra sinais de saturação, três são os motivos que podem explicar o crescimento atípico da Nokia.

Foco na China
Desde que a HMD foi criada em 2016 e iniciou a venda de smartphones da marca, ela manteve uma postura inicial de focar no mercado asiático. 

O sucesso de empresas como Xiaomi e Huawei que se tornaram gigantes com o crescimento por lá, fez com que a HMD visse um futuro muito interessante para a marca naquele território. Para isso, decidiu lançar o Nokia o Nokia 7, Nokia X5 e Nokia X6 com exclusividade no território chinês.

E o sucesso veio: em apenas 10 segundos todas as unidades do Nokia X6 foram vendidas. Segundo rumores, eram 700 mil smartphones disponíveis no momento. 





Diversidade de aparelhos e atualizações garantidas
A HMD impôs um ritmo de lançamento acelerado para a Nokia. Em um pouco mais de um ano a empresa anunciou 16 modelos diferentes de smartphone, tentando ao máximo atender a demanda inicial dos consumidores e fãs da marca.

Já para deixar os consumidores calmos a empresa anunciou que todos eles tem atualização garantida para o Android Pie (9.0).Além disso o Nokia 7 Plus foi um dos poucos aparelhos no mundo certificado para instalar o Android Pie Beta.

Marca continua sendo lembrada
Nesse relatório divulgado pela Counterpoint é interessante notar o crescimento da Nokia no mercado de feature phones, celulares básicos feitos para funções bem simples como realizar ligações e reproduzir músicas em mp3. Nele a Nokia cresceu 37% no mundo todo, ocupando o terceiro lugar na Índia e o primeiro na Europa. 

Esses dados podem parecer irrelevantes em um primeiro momento, tendo em vista que a venda de smartphones é o mais importante. Mas nada impede que os consumidores em posse de feature phones possam evoluir para os smartphones da marca pois ela continua presente na vida dos consumidores. Sem contar, é claro, que acaba favorecendo a expansão global das vendas.

Nova edição do Nokia 3310 chamou a atenção em 2017.


Investimento pesado
Em maio desse ano a HMD anunciou que conseguiu um financiamento de US$100 milhões, cerca de R$400 milhões na cotação atual do dólar. Esse investimento vai ajudar a HMD a expandir parcerias com fornecedores, aumentando e ampliando a venda dos smartphones da Nokia. 


Todos esses três motivos podem ter contribuído para o crescimento da Nokia nesse período. Seja de forma indireta ou não, a HMD vem fazendo um excelente trabalho com a marca e isso tem sido demonstrado no crescimento rápido em um curto período de tempo. Segundo a Reuters, a Nokia vendeu 70 milhões de smartphones em 2017 e com esse crescimento de 782 % no segundo trimestre desse ano, a HMD está na expectativa de dobrar esse número.

Fontes: TudoCelularTudoCelular²ReutersTecmundoCounterpoint

Nenhum comentário:

Postar um comentário