Oficial: Marca Nokia volta em 2017 lançando smartphones com Android, mas sem participação direta da empresa - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

1 de dezembro de 2016

Oficial: Marca Nokia volta em 2017 lançando smartphones com Android, mas sem participação direta da empresa



Agora é oficial:  a Nokia vai voltar, em partes, no próximo ano com o lançamento de smartphones com o sistema Android, da Google. Esse anúncio já havia sido feito em 2015 mas, apenas agora, foram revelados mais detalhes sobre o acordo com outra empresa finlandesa para a fabricação de novos aparelhos.

Pois bem, como ela já havia anunciado anteriormente, a Nokia não vai participar da fabricação dos aparelhos, ela vai apenas licenciar a sua marca que, segundo acordo com a Microsoft, já estará disponível para o uso no próximo ano. O acordo consiste em uma parceria com a também findandesa HMD Global, que será responsável pela distribuição e comercialização do aparelho. Para se ter uma ideia em como os negócios já estão avançados, o site da Nokia já foi atualizado e foi aberta uma seção de celulares, mostrando que a empresa realmente está de volta, apesar de não ser nos moldes que imaginávamos.

Como bem explica a agência de notícias Reuters, a Nokia não tem participação direta nos smartphones e tablets produzidos, ela apenas estampará a marca dos aparelhos:

A HMD assumiu o negócio de feature phones que a Nokia Corp vendeu à Microsoft. Ela tem um acordo de licença com a Nokia que lhe dá uso exclusivo da marca em telefones celulares e tablets pela próxima década. E vai pagar royalties à Nokia pela marca e patentes, mas a Nokia não tem investimento direto na HMD.

Mas não se desanime com a qualidade dos produtos: parte dos funcionários da HMD são ex-funcionários da Nokia que foram demitidos quando a Microsoft comprou a divisão mobile da findandesa.

Vale lembrar que isso já acontece com o tablet N1: a arquitetura  é pensada pela Nokia, mas os responsáveis pela fabricação do dispositivo, de fato, serão a FIH Mobile, empresa subsidiária da Foxxconn e a HMD fica com a parte de distribuição dos aparelhos pelo mundo.