Decisão de Eduardo Paes em proibir o Uber no RJ é irracional e ignora a vontade de população carioca - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

29 de novembro de 2016

Decisão de Eduardo Paes em proibir o Uber no RJ é irracional e ignora a vontade de população carioca


Em uma decisão surpreendente faltando poucas semanas para o fim do seu mandado, o atual prefeito Eduardo Paes (PMDB) sancionou uma lei que proíbe a regularização de serviços que fazem transporte de passageiros utilizando carros particulares.

Para quem não sabe, o projeto de lei foi feito pela vereadora Vera Iris (PP). Caso a lei seja descumprida, o infrator será enquadrado no Código de Defesa do Consumidor, o que é passivo de multa. Além disso, a Prefeitura  está responsável de fiscalizar e aplicar multas caso seja contatada alguma irregularidade.

No meio desse mar de absurdos, a desembargadora Marcia Ferreira Alvarenga, da 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, trouxe uma luz de bom senso, ontem (28), ao determinar que o Uber deve continuar funcionando na cidade e, caso a Prefeitura do Rio de Janeiro descumpra a decisão ela será multada em R$50 mil por dia.

É absurdo que isso esteja acontecendo. A população carioca está muito satisfeita podendo escolher entre Uber ou o serviço tradicional de Taxi, proibir e negar o direito de escolha vai contra a função dos Vereadores e até do atual prefeito. Vale a pena anotar os nomes dos envolvidos para futuras eleições.

Fonte: Gizmodo Brasil