2016 começou agora mas Deadpool já pode ser considerado um dos melhores do ano [Resenha/Crítica] - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

18 de fevereiro de 2016

2016 começou agora mas Deadpool já pode ser considerado um dos melhores do ano [Resenha/Crítica]


Começa agora o mais novo quadro do Tecno Explore: Traz a Pipoca. Nele, você vai poder conferir críticas dos filmes que estão bombando no momento, vindas do redador que foi pessoalmente ao cinema conferir o que os espectadores da sétima arte mais falam.

Ontem, eu fui no cinema conferir Deadpool um dos filmes mais esperados do ano e um dos maiores lançamentos da Fox para 2016. Recheado de expectativa o filme teve uma divulgação pesada. Toda essa divulgação foi ainda mais intensa nas redes sociais, com trailers, posters e até imagem especial de dia dos namorados que deu o que falar.

E podem ter certeza de uma coisa: ele cumpre toda essa expectativa criada. E não foi só eu que falei isso: várias pessoas que saíram da sessão e gostaram, e muito, do que viram. E você verá os motivos a seguir.

Um filme que usa o humor sem ser forçado
Assim como muitos que amam ver filmes, já assisti vários filmes de humor e humor/ação. Na maioria dos casos, eles soavam muito forçados e faz com que você sinta vergonha alheia dos atores. Por isso, eles são chamados até de "comédia pastelão", Deadpool não é isso.

Desde os trailhers divulgados, deu para perceber e esperar que o personagem que demorou mais de 10 anos para ganhar as telonas teria um humor cheio de sarcasmo E 

Apesar do filme brincar com tudo em todas as situações, em nenhum momento ele soa forçado demais ou apelativo demais. A impressão que temos ao ver Ryan Reynolds na pele de Deadpool é a de que as piadas feitas por ele são as mesmas que um amigo ou até mesmo um parente (retire disso o Tio do Pavê) poderiam fazer. O que eu quero dizer é que as piadas são naturais e engraçadas, sem apelar para cenas forçadas ou até mesmo depreciativas.



Muitas das vezes o que mais podemos esperar de um filme desse gênero é: 'Kabum, bum e bum', mas não é isso que temos. O filme sabe balancear perfeitamente os momentos de ação dos mais calmos. E, no segundo eles não te deixam entediado.

Outra coisa que achei interessante foi mesclar o momento atual em que se passa o filme com o passado do personagem explicando tudo o que aconteceu antes e os motivos e as cenas atuais.

Acredito que a maioria das pessoas que vão assistir a esse filme não fazem a menor ideia de quem era Deadpool antes do filme começar a ser divulgado. Mas isso não é problema algum, já que o filme faz uma excelente introdução ao personagem, inclusive mostrando outros personagens Marvel, e, acima de tudo faz com maestria. 

Parece que os dias de Lanterna Verde para Ryan Reynolds se passaram já que o filme, além de ter um excelente roteiro e ótimas cenas de ação ainda contou com uma ótima atuação do ator.

Outro destaque do filme são as referências. Elas vão desde ícones e personagens conhecidos pelos mais novos até músicas e filmes de décadas atrás. Dependendo da sua idade ou do seu conhecimento sobre cultura pop, você vai conseguir identificar esses itens que estão presentes tanto em objetos quanto nas falas de Deadpool.

Deadpool é um filme completo. Temos ação, muita ação. Temos piadas, muitas piadas, na medida certa. Temos romance, não muito, mas o suficiente para um filme com esta proposta. Por isso, ele pode, sim, ser considerado um dos melhores filmes de super-herói ou só super, como o próprio diz(isso só vai fazer sentido quando você assistir) do ano.

Dica do amiguinho: Fique no cinema e assista a cena pós-créditos!