O Facebook comprou o WhatsApp, e agora? - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

19 de fevereiro de 2014

O Facebook comprou o WhatsApp, e agora?


Uma bomba foi anunciada nesta quarta-feira e pegou todos de surpresa, o Facebook comprou o WhatsApp por US$ 16 bilhões. Parece que esse ano esta sendo de muitas surpresas, principalmente depois que a Lenovo comprou a Motorola. Mas por quê o WhatsApp foi comprado? E será que veremos algumas mudanças profundas no famoso WhatsApp? Leia a seguir no Tecno Explore.

Precisamos faturar!
Segundo o que eu li no Olhar digital, o Facebook não esta faturando quase nada com o Instagram. Logo, a rede social de Mark precisa de algum outro meio de lucro para se tornar pelo menos um pouco independente do Facebook. Aí surgiu a ideia de comprar o WhatsApp com os seus mais de 450 milhões de usuários e sendo o serviço mais famoso da sua categoria.

A pergunta que fica no ar é: quais devem ser as formas que o Facebook deve fazer para com que o WhatsApp se torne um produto lucrativo para a empresa? Bom, eu aposto que primeiramente o serviço deve continuar com a sua cobrança anual e talvez coloque as temidas propagandas.

Por que "talvez"? Porque por mais que as propagandas sejam um ótimo meio de lucro, muitos (muitos, mesmo) usuários não iriam se agradar disso, principalmente por causa da poluição que isso poderia causar no aplicativo. Eu desacredito que o Facebook deve tornar o app pago, já que isso não parece ser a forma com que o Facebook queira lucrar com o WhatsApp.


Isso seria uma forma de sobreviver?
Depois que o Orkut se foi, e com a popularização do mercado de smartphones, nota-se que os usuários dos aparelhos inteligentes estão, como eu li em um comentário, diversificando a rede social e a forma como trocam mensagens. Ou seja, se antes as pessoas só usavam uma rede social para se comunicar e conhecer pessoas novas( Facebook, Orkut), hoje elas usam outros meios como complemento ( WhatsApp, Instagram, Snapchat) o que faz com que elas utilizem um pouco menos as redes sociais principais.

O que não não quer dizer, é claro, que "ta todo mundo parando de usar o Facebook", longe disso, a maior rede social do mundo continua forte, mas comprar o Whastapp faz com que o Facebook tenha um maior controle sobre isso, fazendo com que as pessoas fiquem e utilizem mais os seus  serviços.

Talvez, por isso, o Facebook coloque algumas referências à sua rede social e crie um círculo (confere os status no Facebook, troca mensagens no WhatsApp e posta foto no Instagram), o que faz com que ele controle bem mais essa diversificação dos usuários.



Segundo o Facebook, a equipe do WhatsApp vai trabalhar de forma separada, assim como esta sendo com o Instagram. O objetivo da empresa é que tudo esteja conectado.

Agora resta saber o que o Facebook vai fazer com o aplicativo de mensagens mais famoso do mundo com os seus mais de 450 milhões de usuários e como vai fazer com que ele se torne lucrativo para empresa tanto no quesito dinheiro quanto no de benefícios para os usuários.