Confira entrevista com o CEO da KaiOS, sistema que promete revolucionar os smartphones básicos - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

15 de outubro de 2019

Confira entrevista com o CEO da KaiOS, sistema que promete revolucionar os smartphones básicos


Os smartphones sofreram diversas modificações até chegar ao modelo que conhecemos hoje. No meio dessa revolução toda, pouca atenção foi dada aos aparelhos mais baratos e simples que tinham poucas opções de aplicativos básicos e péssima experiência de usuário.

Foi aí que surgiu a KaiOS, empresa que, graças a grandes investimentos da Google, expandiu suas operações e hoje está presente em marcas como a Nokia, Alcatel, Positivo e Multilaser. O sistema surgiu do Firefox OS e é baseado em Linux, de código aberto. Segundo um estudo da StatCounter o KaiOS é hoje o terceiro maior sistema mobile do mundo e o objetivo é terminar 2019 com 150 milhões de aparelhos vendidos.

Tecno Explore conversou com o CEO da KaiOS Sebastien Codeville para tirar  algumas dúvidas que podem surgir do sistema, além de comentar sobre os planos para o futuro. Confira a entrevista traduzida abaixo:

Li muitas notícias sobre como o KaiOS está mudando a indústria dos telefones de entrada. Quais são as diferenças entre esse sistema e o de outras companhias que lançam versões mais básicas do Android nos seus aparelhos?
Sebastien: o KaiOS é o único sistema que consegue rodar em smartphones mais baratos, com pouca memória e não sensíveis ao toque e ainda oferer uma boa experiência nesses aparelhos. No último ano nós conseguimos reduzir os requisitos do sistema de 512MB para 256MB. Além disso, o KaiOS é o único sistema para smartphones básicos que possui uma loja própria chamada de KaiStore, que oferece os aplicativos mais populares do mundo como Facebook, Google Apps, Twitter e jogos. Além disso, oferece opções fáceis para a portabilidade de apps do Android para o sistema.

Qual é a principal diferença entre Android e KaiOS?
Sebastien: a principal diferença é o valor do produto. O KaiOS tem parceria com a maioria das empresas de telefonia do mundo, o que torna capaz de oferecer aparelhos por preços bem reduzidos. Por exemplo, o MTN Smart T vendido na Nigéria e em vários outros países africanos custa apenas US$17 (R$70).

Você acredita que mesmo em um mundo em que os smartphones tenham um preço cada vez menor o smartphone básico consegue sobreviver? E quais são os planos para manter o crescimento acelerado?
Sebastien: existem 4.2 bilhões de pessoas no mundo que continuam desconectadas da internet e de todos os seus recursos. KaiOS foca nesses usuários que precisam de aparelhos que deem a elas acesso a internet. Um exemplo é o suporte ao Google Assistant que facilita o uso do aparelho inclusive para aqueles que não foram afabetizados. Um outro exemplo é o app Life que fornece uma suíte de informações como dicas de saúde e educação para ajudar jovens e adutos. Nos próximos anos o KaiOS tem como objetivo expandir principalmente na Asia, África, América Latina e Europa trazendo ótimas soluções para países desses continentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário