Se lembra dele? Em 2011 Motorola anunciava o Atrix, primeiro smartphone com leitor de digitais e função PC - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

22 de abril de 2017

Se lembra dele? Em 2011 Motorola anunciava o Atrix, primeiro smartphone com leitor de digitais e função PC


Com o anúncio do Galaxy S8, muito tem sido comentado sobre a função de transformar o smartphone em PC, algo que também vimos em 2015 com o Lumia 950. Mas, tanto isso quanto o leitor de digitais presente com grande destaque no iPhone 5s, não são inovações dessas empresas e sim do Motorola Atrix.

Por incrível que pareça, tudo isso foi anunciado na CES 2011 pela Motorola. Além dessas funções muito inovadoras o aparelho ainda foi o primeiro a ter um processador dual-core, que, na época, era considerado uma enorme evolução.

E é por isso que o Motorola Atrix 4G é o mais novo aparelho aqui do quadro "Os Esquecidos".

Um smartphone a frente do seu tempo
Vejam bem o cenário: em 2011 o máximo de definição em telas era o HD, a Apple, poucos meses antes, havia acabado de anunciar a segunda versão do seu smartphone, o iPhone 4 e na época foi considerado que a Motorola demorou um pouco para entrar no mercado de smartphones, já que, junto com Nokia e Blackberry, era uma das gigantes do setor.

Por isso, a empresa precisava de um aparelho que chamasse a atenção do consumidor e que abrisse as portas para futuros aparelhos. Por isso, vimos o anúncio do Motorola Atrix, que também teve uma versão 4G.

Na época, além de se tornar o maior destaque da CES, ele ainda foi considerado o mais poderoso do mundo.

Apesar de algumas reclamações sobre o leitor - o que é compreensível pela época em que ele foi lançado - alguns vídeos mostram que o desbloqueio funcionava de forma muito parecida com o que vemos hoje nos aparelhos, como você pode conferir no vídeo abaixo.


Outro ponto que merece muito destaque, é claro, é a sua função PC. Bastava encaixar o smartphone no doc e conectá-lo via entrada HDMI em um computador que automaticamente a tela mudava para a interface do telefone. Devido ao seu poder de fogo, a utilização dele em desktop era feita tranquilamente, mas sem a possibilidade de fazer tarefas pesadas, é claro.

Além disso, um ponto que achei muito interessante e que você confere no vídeo abaixo, é que ele trazia a possibilidade de responder mensagens de texto diretamente do pc, algo que fazemos hoje com o WhatsApp Web. Ele permitia, também, a realização de ligações.


Especificações técnicas do Motorola Atrix 4G
  • Sistema: Android 2.3
  • Tela: 4" TFT capacitivo com 16 milhões, resolução 540 x 960 (primeiro smartphone com tela qHD) 275 ppi, 59% de tela ocupada e Gorilla Glass
  • Processador: Nvidia Tegra 2 AP20H Dual-Core 1.0 GHz Cortex-A9
  • GPU: ULP GeForce
  • Memória RAM: 1GB
  • Armazenamento: 16 GB expansível para até 32 GB via cartão microSD
  • Câmera traseira: 5MP com autofoco e Flash LED
  • Câmera frontal: VGA
  • Sensores: impressão digital, acelerômetro, proximidade
  • Conectividade: bluetooft 2.1, wi-fi e 4G
  • Bateria: 1930 mAh
  • Disponibilidade: foi lançado no Brasil
  • Preço: R$1800

Sucessores e mudança de foco
Vendo toda a repercussão e o consequente sucesso do seu aparelho, a Motorola resolveu lançar variações do seu top de linha chamado Photon 4G. Ele contava com Android 2.3, processador Nvdia Tegra 2 rodando a 1 GHz, tela de 4.3" qHD e câmera de 8 MP que filma em HD.

Anunciado em julho de 2011 o aparelho, junto com o Motorola Atrix HD e o Motorola Atrix TV foram os últimos a serem lançados antes da aquisição da Google, que ocorreu em agosto do mesmo ano. A compra se deu basicamente para que a Google, com o portfólio de patentes da Motorola, pudesse encerrar a guerra com a Apple e a Microsoft. A empresa pagou US$ 40 por ação no total de US$ 12,5 bilhões.

Com a aquisição, mesmo que não oficialmente, vimos mudanças claras no posicionamento da Motorola no mercado. Em outubro do mesmo ano a empresa lançou o Atrix 2 com tela de 4.3" com a mesma resolução da versão anterior e com pouquíssimas mudanças em relação a versão anterior.

Essa falta de empenho no aparelho mostrou o que a Google estava preparando para o ano seguinte: foram lançados o Motorola RAZR HD, RAZR MAXX, RAZR I. 2012 definitivamente foi o ano de apostas para essa linha.

Motorola Atrix 2

Apesar do Atrix ter se perdido no meio de todas essas mudanças, ele não deve ser esquecido de forma alguma. Pioneiro na biometria, smartphone-PC e desempenho com processador dual-core, ele foi o grande responsável por defender ideias inovadores e que no desenvolvimento tecnológico mobile.