Novo Macbook Pro por R$11.499, iPhone 7 por R$3.799: Por que os preços da Apple no Brasil continuam assustando? - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

29 de outubro de 2016

Novo Macbook Pro por R$11.499, iPhone 7 por R$3.799: Por que os preços da Apple no Brasil continuam assustando?


A Apple, desde sua fundação, sempre se posicionou como uma marca premium. Steve Jobs dizia que, quem quisesse qualidade, teria que pagar mais caro nos produtos da empresa que, incontestavelmente, são bem desenvolvidos e possuem acabamento top.

Mas, mesmo após tanto tempo, os lançamentos da empresa no Brasil continuam assustando àqueles que pretendiam comprar os produtos da empresa. Seja um iPhone ou até mesmo um mouse, os preços da Apple ultrapassam qualquer limite de bom senso mas chegam com a justificativa de que "vale à pena o preço que é pago" ou simplesmente pelo status de "Apple é Apple".

Os últimos anúncios de preços da Apple seguiram essa prenuncia e assustaram até o mais pessimista. O Macbook Pro mais básico sem Touch Bar com processador Core i5, 8 GB de RAM e 256 SSD saiu por absurdos R$11.499. Isso mesmo, um notebook premium com configurações nem tão tops assim e sem o principal destaque da nova geração, a Touch Bar, sai por mais de 10.000 reais!  


O iPhone 7 também não ficou devendo nada em preços absurdos. O modelo mais básico com 32 GB não sai por menos que R$3799 segundo um vazamento do site Tecmundo.

Esse susto com o preço se deve, principalmente, pela proximidade da divulgação dos preços entre a Apple e a Asus. Se formos reparar bem, o Zenfone 3 é um smartphone também top de linha e com configurações bem interessantes. Talvez a tela ou o processador fiquem devendo para o smartphone da Apple, mas ter um aparelho com o Zenfone 3 sendo lançado por R$1500, é algo muito mais atrativo do que os R$3799 pagos na exclusividade e status que carregam o iPhone 7.

Ou seja, com o passar do tempo, e a queda no lucro da Apple está mostrando isso, talvez o status da marca deixe de justificar pagar um preço tão elevado. O Touch Bar no Macbook, já pode ser um indicativo de que a empresa pretende, a partir dos próximos lançamentos, arriscar cada vez mais principalmente por causa da concorrência cada vez maior.