Análise LG G5 SE & 360 CAM - um bom smartphone que tropeça no preço - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

3 de outubro de 2016

Análise LG G5 SE & 360 CAM - um bom smartphone que tropeça no preço


Depois de um bom tempo, a área de análises voltou ao blog! Nesta matéria, você vai conferir a análise de um dos lançamentos mais polêmicos para os brasileiros esse ano: o G5 SE, smartphone top de linha da LG que, assim como anuncia seu nome, possui diferenças entre ele e a versão internacional anunciada pela sul-coreana no começo do ano.

Aqui você vai conferir os aspectos técnicos e algumas opiniões pessoais de como foi experimentar o principal smartphone da LG no Brasil.

Para conferir a experiência com a versão brasileira do seu top de linha, a LG emprestou o aparelho por algumas semanas ao blog e conferi todas as novidades apresentadas por ele. 


Design

Um aparelho com 5.3 polegas, de início, não parece ser o melhor smartphone para se segurar com uma mão, mas, no meu caso que tenho mãos grandes, isso, é claro, não foi um problema. 

O G5 SE encaixou-se perfeitamente nas minhas mãos, o que tornou a experiência de usá-lo com apenas uma mão muito interessante. Os botões de volume posicionados do lado esquerdo facilitam, e muito, o seu uso e o botão de bloqueio/leitor biométrico/desligar posicionado na parte traseira não é difícil de ser alcançado.

As 149 gramas do aparelho não chegam a incomodar tanto de início, mas, somadas às 5.3 polegadas de tela, começam a tornar o uso prolongado um pouco cansativo, obrigando o usuário a apoiar o braço em alguma superfície.

O grande problema no design do smartphone fica no posicionamento da saída de áudio. Principalmente quando se usam jogos ou apps no smartphone na posição horizontal, é muito difícil que o som não seja bloqueado. Caso a saída fosse localizada na parte traseira, esse tipo de problema não iria acontecer. Bola fora da LG.

Display

Um dos pontos mais fortes (senão o ponto mais forte) é a tela do G5 SE. Contando com um display Quad HD (2560x1440) de 5,3 polegadas e com 554 ppi, é muito difícil não ficar encantado com a tela que o aparelho oferece.

Quando se colocam imagens com grande quantidade de cores como pisagens, por exemplo, é onde nota-se a maior diferença. Olhar pra o LG G5 SE é, sem sombra de dúvidas, uma experiência incrível.

Tudo isso se deve ao balanço de branco e à fidelidade de cores que dá a uma impressão de imersão sem igual. 

Durante os testes, notei, também, que poucas são as marcas de dedo deixadas na tela do aparelho. O que, é claro, ajuda na experiência ao ver imagens em ambientes externos. Uma observação importante: minha mão soa muito, e mesmo assim, o aparelho não deixou marcas de dedo significativas em seu display. Mas, é claro, depois de um tempo, o lenço de papel teve que ser usado, nada que atrapalhe o uso, é claro.

Desempenho
Chegamos na parte mais polêmica da análise. O ponto mais criticado do LG G5 SE é exatamente o que adiciona o "SE" ao nome original do aparelho. Ele é diferente da versão original. A explicação da LG é a de que essa decisão de trazer hardware inferior não interfere na usabilidade do smartphone. A sul-coreana reitera, ainda, que o aparelho continua sendo um dos mais poderosos disponível no mercado.

Confira esse quadro comparativo com algumas informações do TechTudo e atualizado pelo Tecno Explore:

Hardware
LG G5
LG G5 SE
Tela5.3 polegadas Quad HD 2560x14405.3 polegadas Quad HD 2560x1440
ProcessadorSnapdragon 820 Quad-core 2,15 + 1,6 Ghz
Snapdragon 652 Octa-core 1,8 + 1,2 GHz
Ram4 GB
3GB
Sistema
Android Marshmallow (atualizável)
Android Marshmallow (atualizável)
Memória Interna
32 GB (aceita cartão SD)
32 GB (aceita cartão SD)
Câmera traseira
16 megapixels
16 megapixels
Câmera frontal
8 megapixels
8 megapixels
Bateria2.800 mAh
2.800 mAh
Tamanho e peso
149,4 x 73,9 x 7,7 mm/ 159g
149,4 x 73,9 x 7,7 mm/159g
Preço (23/09/2016)US$ 449 (USCellular)
R$ 2400 (em média)
Começando pelos testes de Benchmark. Para testar o aparelho, realizei dois testes: um logo após ligá-lo pela primeira vez e o outro já com todos os apps e jogos que um usuário hard usaria no aparelho, incluindo jogos como Modern Combat 5: Blackout e Real Racing. 

No primeiro teste o G5 SE fez 77.639 e ficou na 22ª posição entre todos os aparelhos listados. Vale lembrar que a versão internacional, G5, ficou em 12ª.


No segundo teste o aparelho fez 72.921 e caiu para a 25ª posição, com você pode conferir nas screenshots.


Quanto ao uso comum, abrindo redes sociais, Spotify e o jogo Solitário o smartphone funciona sem problemas. Mas isso não chega nem a ser um ponto positivo, levando em consideração que estamos falando de um top de linha.

Um ponto que merece destaque é que os 3GB de ram, durante os testes, conseguiram dar conta do recado quando o assunto é multitarefas. Colocando Modern Combat 5: Blackout, Pokémon Go, Asphalt 8, Netflix e Fifa 15 rodando ao mesmo tempo, o LG G5 SE não apresentou nenhum tipo de lentidão, muito pelo contrário, segundo o gerenciador do Android, ele ainda tinha metade da memória ram para queimar. Muito bom.

Apesar do bom desempenho, notam-se alguns engasgos quando se está com todos esses jogos abertos. Principalmente no Modern Combat 5: Blackout, jogo que exige um processamento maior devido à quantidade de detalhes presentes no cenário.

É nesse momento que deu para perceber que a substituição do Snapdragon 820 pelo 652 fez diferença. Quando se usa jogos com gráficos pesados em demasia, ele dá uns engasgos "sutis" que provavelmente não estariam presentes se o G5 SE fosse o G5.

Apesar desses pequenos engasgos nos títulos mais pesados da loja, o desempenho é satisfatório já que isso não costuma acontecer com grande frequência.

Bateria
Vamos ao quesito que costuma ser o grande vilão dos smartphones: a bateria. Para simular alguns topos de uso fiz dois testes. 
  • Teste de duração
No primeiro, utilizei o smartphone em sua mais alta performance. Netflix, N.O.V.A 3, Real Racing 3, Modern Combat 3: Blackout e usando algumas redes sociais. Todo esses apps foram usados intercalados, mas o Netflix foi o que passou mais tempo ativo. A tela ficou com o brilho no máximo para visualizar tudo muito bem.

Com esse uso, a bateria que estava em 99% às 15:45 chegou à 15% às 20:00. Ou seja, os 2800 mAh duraram cerca de 4 horas e 15 minutos. Qual é lição que fica? Se você estiver com o seu G5 SE e quiser usar tudo o que ele tem para oferecer, um carregador é mais do que necessário. Apesar disso, ao meu ver, a sua duração de bateria nesse caso não foi de um todo ruim, principalmente se levarmos em consideração que todos esses jogos e apps estavam abertos ao mesmo tempo durante todo esse tempo de teste.

Tanto, que nos testes usando apenas o básico como as redes sociais e assistindo alguns vídeos no Youtube, ainda com o brilho no máximo sua bateria durou um pouco mais de um dia.
  • Teste de carregamento
No carregamento ele tem um desempenho impressionante. Em apenas 37 minutos ele saiu de 5% para 50% de nível de bateria. No total, para sair de 5% de 100% em 1 hora e 31 minutos.



Som
Com uma qualidade sonora muito boa e com um som bem alto para quem gosta de escutar música no alto falante, a única saída de som localizada na parte inferior do aparelho consegue dar conta do recado muito bem. Outro ponto que vale destaque é que não houve distorção mesmo quando escutei música no volume máximo, o que costuma acontecer com outros aparelhos.

O ponto negativo é exatamente a sua localização: colocar a única saída de som em um local que pode ser facilmente bloqueado durante um jogo ou até mesmo quando se está assistindo Netflix não foi uma decisão muito acertada.

Quanto aos fones de ouvido intra-auriculares eles me atenderam muito bem. Com um som alto e com bons graves, eles ainda se encaixa bem aos ouvidos.

Câmeras
Um dos tópicos que mais recebe destaque no LG G5 SE é a câmera e isso, é claro, tem um motivo. Enquanto a traseira possui um sentor de 16 megapixels (sendo acompanhada por outra wide-angle de 8 megapixels), a frontal, perfeita para selfies, conta com 8 megapixels. Vamos avaliá-las separadamente.

  • Câmera traseira
Com um disparo impressionantemente rápido, a câmera traseira se saiu muito bem nos testes. Contando com duas câmera - uma tradicional com 16 MP (com abertura da lente de f/1.8) mais uma para tirar fotos em até 135º de ângulo (com abertura de (f/2.4) - ele tira fotos com excelente qualidade. 

Para comprovar a eficácia da câmera, o Tecno Explore preparou uma galeria com 18 imagens em ambientes diferentes. Vale ressaltar que algumas fotos utilizaram o HDR com as outras configurações no automático, enquanto outras tiveram o HDR desabilitado e com as outras configurações no automático

LG G5 SE - análise da câmera

Como você pôde perceber, o foco a lazer funciona muito bem quando se tira fotos com objetos muito próximos ao G5 SE.

Foi realizado, também, outro teste com a câmera traseira, só que desta vez em um ambiente completamente escuro, apenas com o flash sendo disparado no automático (sim, tive dificuldades em saber onde estavam os objetos, mas era necessário que se fizesse esse teste para avaliar o flash led presente na câmera do G5 SE).

E, como percebe-se nessa imagem, ela se saiu muito bem, capturando as cores e sem nenhuma granulação aparente.


  • Câmera frontal
A câmera frontal do aparelho cumpre bem o seu papel. Com uma boa qualidade mesmo em ambientes nem muito bem iluminados, o aparelho consegue tirar bons selfies.

O que mais me incomodou foram os comandos de voz que não funcionaram tão bem quanto esperava. Com o LG G5 SE, você pode falar a palavra "cheeeese" que a foto é tirada, mas, para que isso fosse possível, na maioria das vezes, tive que gritar para que o smartphone entendesse o meu comando.

Um outro extra interessante, mas que, ao contrário do anterior, funcionou, foi tirar a foto quando o rosto estiver enquadrado e focado. Nesse caso, o aparelho identificou rapidamente o meu rosto e tirou a foto.



Extra
  • Sensor biométrico
Dificuldades no sensor biométrico. Apesar de usar o mesmo dedo, na mesma posição, o G5 SE teve dificuldades em identificar a minha digital. Tanto que, após algumas tentativas ao iniciar o smartphone, ele simplesmente desiste e pede para que eu use o Knock Code, sequência de toques na tela já conhecida pelos usuários da LG.


Isso foi muito decepcionante, principalmente porque usar as digitais é muito mais prático do que qualquer outro método. Bastaria tocar o dedo na parte traseira do aparelho para que isso acontecesse, mas o G5 SE não conseguiu identificar a minha digital de jeito nenhum.

A decepção maior foi porque se trata de um smartphone top de linha da LG, ou seja, espera-se um desempenho excelente na identificação biométrica, o que não aconteceu.

LG 360 CAM
O pequeno 360 CAM também foi enviado para os testes aqui no Tecno Explore. Fazendo parte de uma família de amigos, o 360 CAM ficou a cargo de tornar a experiência de tirar fotos algo muito mais interessante.

Capaz de capturar vídeos em 360º, o amigo do G5 SE pesa apenas 86 gramas e vem com uma capinha bem bonita. O seu uso na mão não incomoda, mesmo ele sendo bem pequeno.

Protegido por uma tampa na parte inferior temos, ainda, o cartão micro SD que já vem acompanhado com o produto e a entrada para o cabo USB. Lembrando que a câmera não vem com uma tomada acompanhada o que torna necessário o uso de um computador um notebook para carregá-lo.



  • Testando

Especificações técnicas

  • Duas câmeras de 13MP
  • 200º de ângulo
  • Gravação em 2K 360ª vídeo
  • Som de 5.1 canais
  • 4GB de memória interna
  • MicroSD
  • Gravações podem ser colocadas no Google Street View e Youtube360
  • 1200mAh de bateria

Primeiro: quando estiver utilizando o 360 Camera, o usuário deve estar ciente que ele tem uma relação praticamente de dependência com o G5 SE. Durante os testes, os dois aparelhos só podiam ficar, no máximo, 3 metros longe para que a conexão entre eles não fosse perdida.

Nos testes com a câmera, o que pude observar foram imagens com excelente qualidade. A integração com o G5 SE permitiu que as fotos em 2K tiradas com o 360 CAM logo pudessem ser vistas fielmente.

A bateria do dispositivo consegue aguentar tranquilamente o dia inteiro. Mas o que atrapalha mesmo no dispositivo é o preço: R$1700

O resultados você confere na foto abaixo tirada com o aparelho. Apesar do mau tempo, foi uma ótima experiência utilizar o dispositivo que, assim como o LG G5 SE, possui um disparo de câmera bem rápido.

Para acessar as outras 9 fotos, basta clicar aqui e ver o álbum completo no Flickr. Aproveite e siga o blog!

Análise LG 360 CAM
Conclusão
Antes de receber o smartphone, estava com a ideia de que teria uma péssima experiência com ele, principalmente por ele vir em uma versão inferior que a internacional.

Mas, durante o período de testes, percebi que o top de linha da LG em território nacional se sai  bem. Se não fosse os problemas com sensor biométrico, o G5 SE teria me deixado com uma impressão ainda melhor.

Quando se usa o smartphone, percebe-se nitidamente que a LG mostrou um projeto do que poderá ser o G6 no ano que vem. Com o abandono da Google no Project Ara, é muito importante ter uma empresa do porte da LG apostando em um smartphone com a ideia de módulos.

O grande problema reside no preço do aparelho. Mesmo com um hardware inferior ao G5 internacional, o aparelho chegou ao Brasil por impressionantes R$3499, o que tornou a compra inviável na época. Mesmo agora com os preços beirando a R$2300, acredito que ele ainda esteja caro demais pelo que oferece.

Apesar da experiência satisfatória com a excelente câmera e tela do aparelho, é nítido que o G5 SE acabou sendo ofuscado por outros lançamentos. Levando em consideração erros que incomodam bastante como os problemas com a biometria e o desempenho muito inferior ao esperado em testes de benchmark, o maior problema desse smartphone foi o preço elevado mantido até hoje pela empresa.

Nem mesmo os amigos da LG tornaram o smartphone interessante. Pagar R$1700 no 360 CAM está longe de ser algo benéfico, principalmente porque a experiência completa do dispositivo só poderá ser vista com a compra do G5 SE.

Caso a empresa corrija os erros desta versão e os melhore no G6, teremos um grande smartphone no ano que vem. E quanto ao G5 SE? Fica a lição para a LG, que, de nada adianta lançar um smartphone inovador no mercado internacional, mas lançar uma versão inferior com preço absurdo no Brasil. O G5 SE está longe de ser um aparelho ruim, apenas faz parte da lista de smartphones que não valem o preço que lhe é cobrado.