Queda no lucro da Apple mostra que chegou a hora da empresa voltar a inovar - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

27 de abril de 2016

Queda no lucro da Apple mostra que chegou a hora da empresa voltar a inovar

Surpresa para uns mas previsível para outros o 'bum do iPhone' chegou ao fim segundo o relatório do último trimestre fiscal divulgado pela Apple ontem (26). Foi divulgado, ainda que a empresa lucrou US$ 10,5 bilhões, ante US$13,5 bilhões no mesmo período do ano passado.

Apesar de já previsto por muitos analistas que dizem que uma hora as pessoas não vão mais comprar tantos smartphones como antes, impressiona que a queda no número de iPhones vendidos, responsável por grande parte das receitas da Apple, tenha sido tão grande.

Estaria chegando a hora da empresa começar a se empenhar mais no lançamento de novidades nos seus smartphones? O que a empresa já tem feito para frear a queda?

Mais do mesmo nos iPhones
Já não é novidade para ninguém que a Apple não lança grandes novidades nos seus aparelhos faz um bom tempo. Enquanto a Samsung lançava pela primeira vez um smartphone com "uma tela a mais" nos cantos, o Edge, e a LG lançava o primeiro smartphone modular no mercado, a Apple preferiu optar por um perfil mais conservador, lançando algumas novidades e fazendo o upgrade no hardware.

Desde o lançamento do iPhone 5s com o sensor de digitais, apresentado em 2013, a empresa não se preocupou muito em lançar grandes novidades nos seus smartphones. Apesar de ter apresentado o 3D Touch, que até agora não mostrou a sua real utilidade no dia a dia, poucos foram os esforços em trazer algo que realmente chame a atenção do consumidor, seja ele fã da marca ou não.

Ora, mas por que a empresa se preocuparia com isso? O lucro só aumentava, mesmo com uma queda considerável nos iPads, os iPhones sempre puxavam pra cima e 'carregavam nas costas' o faturamento da empresa. Mas, pela primeira vez em 51 trimestres, a empresa precisa se arriscar mais e sair da zona de conforto.

iPhone 5S e o seu sensor biométrico. Fonte: TechTudo

iPhone SE é um indício de mudança
O lançamento do iPhone SE pode indicar que a empresa já está pensando em melhorar o próximo trimestre fiscal. Ao lançar um aparelho mais barato, e reduzir a margem de lucro, a Apple mostra que quer continuar vendendo cada vez mais iPhones, mesmo que isso signifique encher menos o bolso de dinheiro.

Com configurações basicamente iguais aos do iPhone 6s, mas com uma tela menor ela segue o que a Sony já vem fazendo a algum tempo e que mostrou certo resultado: lançar aparelhos potentes com uma tela menor que a dos tops de linha.

Mas está errado quem pensa que isso será o suficiente. As expectativas, mais uma vez, devem recair no iPhone 7 que deve ser lançado tradicionalmente no último trimestre desse ano. Além de trazer funções e recursos interessantes, a empresa precisa convencer os usuários dos iPhones 5 e 5s de que vale a pena trocar o seu aparelho, coisa que a Apple não pareceu se importar tanto quando lançou o iPhone 6s.

Queda no lucro foi necessária
Depois de vários anos, parece que o dia da queda no número de iPhones finalmente chegou. A empresa parecia estar confortavelmente sentada em um trono onde ela lucrava cada vez mais e vendia cada vez mais aparelhos sem fazer nenhum esforço. O mais impressionante é que poucos entendiam como isso era possível quando a concorrência lançava smartphones cada vez mais interessantes.

O que veremos daqui para frente será uma Apple mais empenhada em inovar? Provavelmente. Quando o bolso dói, é hora de correr atrás do prejuízo.

Sinceramente o que espero da Apple é que ela entre na corrida por inovação. A LG, Samsung e a Xiaomi não estão brincando em serviço. É muito bom que a empresa se mecha e faça algo a respeito, o mundo da tecnologia é extremamente volátil, a Nokia e a Blackberry são ótimos exemplos disso.