A atualização para o Windows 10 deixou de ser opcional há muito tempo - Tecno Explore

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Microsoft

16 de março de 2016

A atualização para o Windows 10 deixou de ser opcional há muito tempo


Em 2015, quando foi anunciado que o Windows 10 seria uma atualização para todos os pcs, notebooks e tablets com Windows 7, 8,8.1 grande parte dos usuários comemorou. E não era por menos: o Windows 10 é uma das maiores atualizações da história do Windows, trazendo vários novidades, como a Cortana. 

A Microsoft já conseguiu 200 milhões de usuários com a iniciativa. A empresa pretende alcançar 1 bilhão de usuários até 2018.

Mas, depois de passado todo o momento de euforia, começaram a surgir vários casos em fóruns e sites especializados de usuários que tiveram a atualização instalada à força. Sim, isso mesmo que você está imaginando: Um dia a pessoa dorme com o Windows 7 e acorda com o 10, mesmo que em nenhum momento tenha concordado com isso.

Tudo foi acontecendo sorrateiramente. Primeiro, temos o lançamento do Windows 10, passado o 'bum' e a empolgação a Microsoft começa com os lembretes constantes com computadores com versões anteriores. Logo após isso, a atualização passa a contar como "opcional" no Windows Update e se não bastasse isso a empresa coloca ela junto com as "recomendadas", que contam com updates importantes como atualizações de segurança e correção de bugs.

Isso é claro, tem incomodado, e muito. os usuários de pcs. Vou citar um exemplo pessoal: quando era estagiário em um órgão do Governo aqui no Rio de Janeiro, várias foram as vezes que eu quase instalei a atualização do Windows 10, já que ele aparecia com outras atualizações importantes. Imagine os programas (que muitas vezes só funcionam na versão atual do Windows) instalados? Todos simplesmente parariam de funcionar.


O Windows 10 é um bom sistema? Sim. Mas isso não justifica a atitude da Microsoft de querer 'enfiar goela baixo' o Windows 10. Quem comprou o computador foi o consumidor e ele tem a opção de querer atualizar ou não o sistema e isso independe das motivações que ele tenha para tomar tal atitude.

A Microsoft está dando um tiro no próprio pé destruindo a reputação do Windows 10. Ao invés de se preocupar tanto em atingir 1 bilhão de usuários seria muito mais interessante a empresa voltar as suas atenções para a versão mobile do novo sistema. Chega a ser estranho a gigante de tecnologia se preocupar que muitos usem o Windows 10 enquanto o Windows 10 Mobile ainda nem foi lançado.

Levando em consideração que a atualização gratuita só será oferecida até julho e também o aumento no número de casos de computadores que instalaram as atualizações sozinhos, a tendência é piorar. Ou seja, caso você tenha algum computador e não queira ir para o Windows 10, é melhor ficar atento para não ter surpresas.

Fonte das informações: Gizmodo Brasil e Olhar Digital
Fonte das imagens: Hugo Leonardo